Projeto leva conhecimento técnico à alunos de escola pública e dá oportunidade de estágio em pré-iniciação científica

Promovido pelo Instituto de Investigação em Imunologia (INCT), coordenado por pesquisadores do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração de São Paulo (Incor) e com a colaboração do Instituto Butantan e outras instituições de ensino como USP e Unifesp, o "Projeto Imunologia nas Escolas" tem auxiliado diversos jovens a ingressarem em estágio de pré-iniciação científica. Em oito anos de atuação, o trabalho já envolveu mais de 800 pessoas, entre estudantes e professores de escolas públicas e voluntários de diferentes instituições acadêmicas e de pesquisa que compõem a equipe de professores do projeto (pesquisadores, professores e alunos de pós-graduação e pós-docs)

Desde o primeiro ano em que as escolas começam a participar do projeto, são oferecidas aulas e atividades para os alunos, com temas de Imunologia, relacionados à Saúde como vacinas e AIDS. Porém há também a oportunidade de um estágio voluntário em pré-iniciação científica. Somente no ano passado, três estudantes, oriundos de escolas públicas, tiveram a oportunidade de estagiar no Instituto Butantan, por exemplo.

O objetivo principal do projeto é despertar a curiosidade dos jovens pela ciência. Para a coordenadora, a cientista do Laboratório de Imunologia do Incor, Verônica Coelho, o trabalho auxilia o jovem nas escolhas de sua vida, além de ensinar a ciência de uma maneira inovadora e divertida. “Projetos dessa natureza são transformadores de uma realidade, mas é preciso que trabalhemos a ciência de forma desafiadora, interessante sedutora para o nosso jovem. Dessa maneira, ele poderá absorver melhor o conteúdo que for ensinado,” afirma.

A estudante Allanys Queiroz, 16, está estagiando há mais de um ano no Laboratório de Imunogenética do Butantan, por meio deste projeto. Ela disse que essa oportunidade mudou sua vida. “A gente, que vem de escola pública, sabe que as chances são mais difíceis. Por meio deste projeto, pude aprender sobre diversas áreas da vida, não somente a ciência. Ele está me ajudando a ver o mundo de uma maneira muito melhor,” afirma a aluna da Escola Estadual Fernão Dias Paes.

Instituto Butantan no projeto

O Instituto Butantan participa do projeto “Imunologia nas Escolas” há quatro anos, com o intermédio da pesquisadora do Laboratório de Imunogenética Mônica Spadafora e alunos de pós-graduação e de especialização do instituto.

Ela, que é colaboradora do projeto, disse que essa é uma excelente oportunidade para o crescimento profissional e pessoal dos estudantes. “O oferecimento de um estágio em pré-iniciação científica em uma instituição renomada como é o Butantan, por suas pesquisas, é algo que engrandece o conhecimento de qualquer pessoa. É uma oportunidade única na vida destes jovens”, afirma a profissional.

Nesta última semana, os alunos do projeto vieram pela primeira vez ao Instituto Butantan para a realização de atividades práticas e teóricas por meio de uma parceria com a Biblioteca da instituição e a equipe do Museu de Microbiologia com foco na construção do conhecimento científico. A atividade contou ainda com um debate com a pesquisadora Viviane Maimoni Gonçalves do Laboratório Especial de Desenvolvimento de Vacinas.

(por Elias Antar)