Nova atividade interativa do Museu Biológico elegerá um animal por mês para ser 'conhecido' pelos visitantes

O Museu Biológico do Butantan inicia agora em março uma nova atividade interativa que irá explorar e mostrar aos visitantes as características e curiosidades específicas de um animal escolhido a cada mês. Os participantes vão poder entender melhor sobre o habitat, a alimentação, a reprodução e o ambiente em que os animais estão expostos no museu. 

Denominada como “Bicho do Mês”, a ação educativa tem como principal objetivo conscientizar o público, de forma mais aprofundada, sobre a importância dos bichos na natureza, além de mostrar como a presença do ser humano no meio ambiente interfere na vida deles.

A técnica em educação do Museu Biológico Adriana Chagas comentou que a ação atende a um pedido que vinha sendo feito há algum tempo pelos visitantes. “Com a realização dessa atividade, poderemos alimentar nosso público com informações mais profundas, relacionadas a características e curiosidades dos animais”, afirma a educadora.

Neste mês de março, o público poderá conhecer o mundo dos sapos e em abril, será a vez do escorpião. A programação dos demais meses será divulgada em breve.  

Nesta edição será abordada a diferença entre sapos, rãs e pererecas, a importância deste grupo para o meio ambiente e como os sapos indicam, quando um ambiente está degradado. Duas vezes ao dia, também acontecerá a ação educativa “Co-Achando: Onde o Sapo Canta”, na qual os participantes poderão conhecer os ambientes preferidos, ouvir o canto e entrar em contato com o sapo cururu, além de aprender sobre suas características e biodiversidade. 

Serviço:
Quando: todos os fins de semana, a partir do dia nove de março
Onde: Museu Biológico do Instituto Butantan.
Quem pode participar: todos os visitantes do Museu Biológico
Horário - “Bicho do Mês”:  Das 9h às 16h45
Horário - “Co-Achando: Onde o Sapo Canta”: às 10h30 e às 15h

Sobre os ingressos para entrar no museu: 
Para participar, o visitante deverá adquirir o ingresso para o Museu Biológico na bilheteria do Instituto Butantan. Clique aqui e saiba mais sobre os valores. 

(Por: Elias Antar)