Butantan submete dados preliminares para registro da Coronavac pela Anvisa

02/10/2020 - O Governador do Estado de São Paulo, João Doria e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas anunciaram nesta sexta-feira (02), que documentos preliminares para registro da Coronavac, vacina em desenvolvimento pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac Life Science, foram submetidos à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O objetivo é agilizar os processos de análise dos dados já disponíveis e, consequentemente, a aprovação do imunizante assim que a segurança e a eficácia forem comprovadas na fase III de ensaios clínicos que está em curso.

A submissão aconteceu após a criação de uma plataforma digital pela Anvisa para facilitar o envio de documentos para registro de candidatas vacinais contra o coronavírus. Deste modo, o fluxo de informações é continuo, permitindo que os técnicos do órgão já iniciem a análise dos dados e que o registro possa ser emitido com maior celeridade, dentro dos protocolos e normas científicas vigentes.

A Coronavac é considerada uma das vacinas mais promissoras no mundo e está em etapa final de testes clínicos no Brasil. A testagem coordenada pelo Instituto Butantan, envolvendo 13 mil profissionais de saúde como voluntários em 16 centros de pesquisas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Até o momento, mais de 7 mil pessoas já receberam ao menos uma das duas doses da vacina.

Caso esta última etapa de testes comprove a eficácia e segurança da vacina, ela deverá ser registrada pela Anvisa para só então ser disponibilizada à população.