Museu Biológico promove Dia Mundial da Cobra com atividades para toda a família

O Museu Biológico do Instituto Butantan, realizará no sábado (21), nove atividades voltadas à família, em comemoração ao Dia Mundial da Cobra. O evento tem como objetivo promover a interação entre o visitante e o animal, de forma lúdica.

 

Confira a programação completa:

 

1.    Atividades e brincadeiras educativas para crianças

Espaço com atividades e brincadeiras educativas voltadas para o público infantil. Montagem de quebra cabeça de serpentes, pintura de desenhos de serpentes e construção de serpentes de massinha, disponíveis durante todo o dia de atividades.

 

Horário: das 9:30h às 12h e das 13h às 15:30h

Local: espaço expositivo CDC

Oferecimento: livre

Público: infantil (de 4 a 13 anos)

Tema: quem são as serpentes, diversidade de cores, formas e ambientes.

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

2.    “Quem sou eu?”

Atividade que consiste em desvendar charadas sobre as serpentes na exposição temporária do Museu Biológico. Em busca da espécie misteriosa, os visitantes poderão aprender mais sobre as serpentes, observando suas características de perto.

 

Horário: das 9:30h às 12h e das 13h às 16h

Local: espaço Paiol

Oferecimento: livre (disponível para visitantes da exposição no espaço Paiol)

Público: crianças, jovens e adultos

Tema: características das serpentes

*Atividade realizada com visitantes da exposição temporária. É necessário adquirir ingresso.

*Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

3.   Cobra-cega (oficina sensorial)

Na atividade Cobra-Cega apresentaremos aos participantes os materiais de acessibilidade, réplicas de serpentes (de cascavel, caninana, cobra-papagaio, coral e jiboia) e objetos relacionados a sua biologia (guizo, dentição, pele e couro) despertando o público descobrir qual é a serpente e as interfaces de sua biologia, através dos sentidos do corpo humano, principalmente o tato e a audição.

 

Horário: das 10h às 12h e das 13h às 15h

Local: espaço expositivo CDC

Oferecimento: livre

Público: crianças, jovens e adultos

Tema: biologia das serpentes, diversidades de cores, reprodução, formas e ambientes.

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

4.    Do veneno ao soro: extração do veneno da serpente

Nesta atividade você aprenderá como é o processo para a produção dos soros anti-veneno no Instituto Butantan. O pesquisador e diretor do Museu Biológico Giuseppe Puorto realiza a extração do veneno de uma jararaca e abordando ainda assuntos como a história do Instituto e seu primeiro diretor, Vital Brazil nas pesquisas sobre o soro antiofídico e a importância dos venenos na produção de medicamentos e outras pesquisas.

 

Horário: das 9:30h às 10:30h

Local: auditório do CDC

Oferecimento: 70 vagas (atividade com inscrição a partir das 9h)

Público: adultos, jovens e crianças a partir dos 10 anos de idade.

Tema: veneno das serpentes, soro antiofídico, história das pesquisas sobre as serpentes no Instituto Butantan e contribuições para a saúde pública.

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

5.    Palavra contada: memórias do Butantan (contação de história)

Os visitantes são convidados a conhecer “A História dos Ibiatãs e das Boiciningas”, uma história fantástica contada pelos educadores sobre como começou a relação entre os homens e as cobras. Venha construir essa história conosco!

 

Horário: das 11h às 12h

Local: Horto Oswaldo Cruz

Oferecimento: 20 vagas (atividade com inscrição a partir das 10:30h)

Público: famílias, adultos e crianças a partir dos 10 anos de idade.

Tema: relação seres humanos e serpentes, mitos, lendas, conservação de serpentes.

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

*As atividades em área aberta podem ser canceladas em caso de chuva.

 

6.    Café científico

O público é convidado para participar de um bate-papo com os Biólogos e pesquisadores Leonardo Oliveira e Bruno Rocha sobre o tema “A divulgação científica como caminho para Conservação de Serpentes”.

 

Horários: das 15h às 16h

Local: Horto Oswaldo Cruz

Oferecimento: 20 vagas (atividade com inscrição a partir das 14:30h)

Público: adultos, jovens e crianças a partir dos 10 anos de idade.

Temas: conservação de serpentes e veneno.

*Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 *As atividades em área aberta podem ser canceladas em caso de chuva.

 

 

 

7.    Parada animal

Nessa atividade os visitantes poderão conhecer diferentes espécies de serpentes de pertinho, enquanto são apresentados por educadores e pesquisadores a diferentes temas envolvendo esses curiosos animais. A atividade acontecerá em quatro seções abordando temáticas diferentes.

 

Horários:

·         9:30h às 10h – Parada animal: Ética animal e educação

Usando animais vivos e materiais educativos, propomos uma conversa com o público sobre porque o museu biológico e o seu setor educativo existem e porque nós temos esses animais.

 

·         11h às 12h – Parada Animal: O bote da serpente

O tema é o bote das serpentes enquanto estratégia de defesa desses animais. Os visitantes poderão ainda conhecer algumas espécies de serpentes peçonhentas comuns em São Paulo e, quem sabe, observar esse comportamento de perto.

 

·    13h às 14h – Parada animal: serpentes exóticas e tráfico de serpentes

O transporte ilegal e introdução de serpentes exóticas é o tema desse Parada Animal onde o visitante poderá conhecer algumas espécies que não são da nossa fauna mas que estão aqui no Brasil devido ao tráfico.

 

·         15h às 15:30h – Parada animal: diversidade de serpentes

Através da exposição de réplicas artísticas de serpentes da fauna brasileira, os visitantes conhecerão um pouco da rica diversidade de nossa herpetofauna e conversar com os educadores do Museu Biológico sobre esses animais.

 

Local: espaço expositivo CDC

Oferecimento: livre

Público: crianças, jovens e adultos

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

8.    Jogo Ilha das Cobras

Os visitantes são convidados a assumir o papel de diferentes profissionais numa aventura neste jogo de tabuleiro adaptado pelos educadores do Museu Biológico. Para impedir que a jararaca-ilhoa seja extinta, os jogadores devem decidir juntos suas ações antes que a ilha comece a afundar misteriosamente.

 

Horário: das 13:30h às 14:30h e das 15h às 16h

Local: espaço expositivo CDC

Oferecimento: 6 vagas por sessão (atividade com inscrição às 13h)

Público: jovens, adultos e crianças a partir de 10 anos de idade.

Tema: conservação, espécies ameaçadas

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

9.    Jogo Acidentes ofídicos

“Oh, não! Você foi picado por uma serpente durante uma trilha! No entanto, antes que você ou seus amigos pudessem identificá-la, a serpente fugiu para dentro do mato. Agora você precisa se dirigir a um hospital o mais rápido possível!” Nesse jogo de tabuleiro os visitantes poderão aprender brincando sobre acidentes ofídicos, ação dos venenos e primeiros socorros.

 

Horário: das 13:30h às 14:30h e das 15h às 16h

Local: espaço expositivo CDC

Oferecimento: 4 vagas por sessão (atividade com às 13h)

Público: jovens, adultos e crianças a partir de 10 anos de idade.

Tema: veneno, acidentes ofídicos, primeiros socorros

 *Crianças com menos de 12 anos devem estar acompanhadas por responsável maior de 18 anos.

 

*Toda a programação pode sofrer alterações

 ​​​​ ​