Butantan recebe palestra sobre o Programa Nacional de Imunização

Em comemoração aos 117 anos do Instituto Butantan, reconhecido mundialmente por sua atuação em pesquisa científica, inovação, produção e desenvolvimento de produtos biológicos, foi realizada no dia 23 de fevereiro uma palestra com a biomédica e analista técnica de políticas sociais e saúde, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Laís Martins de Aquino. A palestra sobre o Programa Nacional de Imunização (PNI) trouxe informações sobre a trajetória de sucesso do programa, responsável pela alta cobertura vacinal no país e a erradicação de doenças importantes. 

Desde a origem, o Butantan reforça sua importância como um dos principais produtores de soros e vacinas do país. Em 1899, um surto de peste bubônica assolava a região do porto de Santos, levando o governo do Estado de São Paulo a adquirir a Fazenda Butantan para criar um laboratório de produção de soros, que deu origem ao instituto. 

“O Butantan é um parceiro importante para nós. A produção de vacinas daqui é essencial para que a gente consiga manter nossas ações de rotina”, afirma Laís. 

A biomédica destacou ainda como as situações de desabastecimento precisam ser cada vez mais enfrentadas, sendo de extrema importância os investimentos e estímulos à produção do Butantan, conforme anúncio realizado na sexta-feira (23). Leia mais https://goo.gl/eLaA4h 

A palestra apresentada por Laís esteve relacionada com o lançamento do Programa “100 anos da Gripe Espanhola – imagine o mundo sem vacinas”, que contará com uma programação especial durante todo o ano de 2018, com simpósios, encontros científicos, exposições de ciências, discussão de temas relacionados às vacinas e seu papel na sociedade. Saiba mais sobre a Campanha no site http://100anosgripeespanhola.tmp.br/ 

“Essas iniciativas de aproximação com a população, com esclarecimentos e divulgação de dados confiáveis, são extremamente importantes para trazermos todos como aliados nas ações de vacinação. A campanha pelos 100 anos da Gripe Espanhola é interessante para apresentar as vacinas, o contexto e a importância dos imunobiológicos para a saúde pública. O Ministério da Saúde se coloca ao lado do Instituto Butantan nesse processo”, finaliza Laís.​​