Instituto Butantan comemora 117 anos com programação especial e anúncio de grandes conquistas
O Instituto Butantan, vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo, celebra nesta sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018, o seu 117º aniversário com programação especial e uma trajetória de sucesso.


Reconhecido mundialmente por sua atuação em pesquisa científica, inovação, produção e desenvolvimento de produtos biológicos, o Butantan foi reconhecido como instituição em fevereiro de 1901, sob o comando do diretor Vital Brazil, com a denominação de Instituto Serumtherápico.


Antes disso, em 1899, um surto de peste bubônica assolava a região do porto de Santos, levando o governo do Estado de São Paulo a adquirir a Fazenda Butantan para criar um laboratório de produção de soros, que deu origem ao instituto. Até hoje o Butantan é um dos principais produtores de soros e vacinas do país.

“É uma grande satisfação fazer parte das transformações pelos quais o Butantan está passando, com a profissionalização e reorganização da gestão, as reformas nas áreas de produção, incentivos para a educação, parcerias com a iniciativa privada para a transferência de tecnologias e inovação a partir do desenvolvimento de novos produtos”, afirma Dimas Covas, diretor do Instituto.


Para comemorar essa longa trajetória de contribuição à saúde pública, a instituição realiza nesta sexta-feira (23) uma programação especial que contará com a presença de autoridades, anúncio de parcerias e o lançamento do programa “100 anos da Gripe Espanhola – Imagine o mundo sem vacinas”. As atividades começam a partir das 10h30, no auditório do Museu Biológico.

Como parte das ações conjuntas pelo centenário, também será apresentado o novo mascote do Museu de Microbiologia, o “Gripinho”, representado pelo vírus Influenza e cujo nome foi escolhido pelos visitantes do Museu, em janeiro. Um aplicativo gratuito norteará qualquer visitante a usar este mascote no Museu de Microbiologia.


A solenidade conta ainda com uma homenagem ao cientista Afrânio do Amaral, com a nomeação do prédio da Diretoria Técnica para Casa Afrânio do Amaral. Inaugurado em 1931, o imóvel serviu como residência do cientista, enquanto diretor do Instituto Butantan. Mais tarde, a casa foi residência de outros diretores, abrigou o Posto Médico (1941), o Hospital Vital Brazil (entre 1945 e 1947), e o Museu do Instituto Butantan (até meados da década de 1960). A construção é conhecida por sua riqueza arquitetônica e por ainda manter vários elementos originais.

Também estão programadas ações comemorativas pelos 100 anos do Horto Oswaldo Cruz, com a abertura da exposição de painéis com ilustrações de Frederico Carlos Hoehne, botânico brasileiro, e de fotografias do Horto feitas pelo artista, que atualmente são parte do acervo do Instituto de Botânica de São Paulo. No local haverá exposição viva de algumas das espécies de orquídeas vivas.

Os participantes da programação especial também terão a oportunidade de vivenciar o projeto chamado “Trilha na Floresta”, que tem como objetivo realizar caminhadas na área dos lagos do Instituto, visando estimular o contato com a natureza, difundir o conhecimento sobre a biodiversidade do parque e promover saúde e bem estar aos participantes.​​