Acesso ao Webmail do Instituto Butantan


OUVIDORIA

Ouvidoria

Fale com nossa Ouvidoria e esclare√ßa suas d√ļvidas.

Saiba mais sobre Ouvidoria


RECEPÇÃO DE ANIMAIS

Ouvidoria

Saiba mais sobre Ouvidoria

HOSPITAL VITAL BRAZIL

Hospital Vital Brasil

Especializado no tratamento de acidentes por animais peçonhentos.

Saiba mais sobre Hospital Vital Brasil


FARMACOVIGIL√āNCIA e SAC

Farmacovigil√Ęncia


Farmacovigil√Ęncia

PRIMEIROS SOCORROS

Primeiros Socorros

Saiba mais sobre Primeiros Socorros

IMPRENSA

Imprensa

Saiba mais sobre Comunicação Social

VACINAS

VACINAS BACTERIANAS

Anatoxinas Tet√Ęnica e Dift√©rica

Os processos de produ√ß√£o das toxinas tet√Ęnica e dift√©rica foram desenvolvidos com uma nova tecnologia que permite trabalhar em sistemas fechados garantindo a produ√ß√£o de vacinas e ant√≠genos para a produ√ß√£o de soros.

A produ√ß√£o de 100.000.000 doses/ano de toxina tet√Ęnica √© suficiente para atender a demanda nacional na formula√ß√£o do tox√≥ide tet√Ęnico, da vacina tr√≠plice (t√©tano, difteria e pertussis) como tamb√©m ant√≠genos para imuniza√ß√£o de eq√ľ√≠deos para a produ√ß√£o de antitoxina tet√Ęnica. O Instituto Butantan tem capacidade de produzir at√© 300.000.000 dose/ano do tox√≥ide tet√Ęnico.

A produção de toxina diftérica é de 40.000.000 doses anuais, suficiente para a produção da vacina dupla adulta, triplice infantil e antígeno para imunização de animais.

VACINA DE PERTUSSIS

O Instituto Butantan √© o produtor exclusivo da vacina pertussis no Brasil. Embora a produ√ß√£o da vacina celular seja uma tarefa simples, a produ√ß√£o com alta capacidade imunog√™nica e baixa toxicidade, que s√£o testadas pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Sa√ļde (INCQS), ultrapassa em qualidade as vacinas importadas pelo Minist√©rio da Sa√ļde. Em 1998 o Instituto foi inspecionado pela Organiza√ß√£o Pan Americana de Sa√ļde, obtendo a certifica√ß√£o na produ√ß√£o de vacinas e m√©ritos compar√°veis aos padr√Ķes americanos.

O Instituto Butantan produz a vacina tríplice infantil (DPT - Difteria - Pertussis - Tétano) para a vacinação de todas as crianças brasileiras. Em 2001, parte da DPT produzida pelo Instituto passou a ser cedida a FIOCRUZ para a formulação de uma vacina tetravalente, ao qual seria adicionado o antígeno da vacina contra Hemophilus influenza B. A formulação da DPT-hemophilus com antígeno da hepatite B dará origem a uma vacina pentavalente. Em 2003 o Instituto Butantan estará realizando testes clínicos com uma vacina pertussis acelular de baixo custo, obtida do sobrenadante da cultura da vacina celular. Uma formulação utilizando membrana de B. pertussis será desenvolvida como adjuvante destas vacinas.

Nova geração de vacinas em desenvolvimento

  • Meningites B-C (conjugadas) combina√ß√£o dos ant√≠genos de meningites B com C;
  • Vacina de Pneumococo com ant√≠genos clonados e polissacar√≠deos conjugados;
  • Sm14 recombinante - prote√≠na candidata vacinal contra esquistossomose;
  • Uso de microesfereas e lipossomos como adjuvantes;
  • Novos adjuvantes obtidos de paredes bacterianas;

Vacinas de mucosas.

As vacinas de meningites B-C, pneumococos e a de esquistossomose est√£o sendo desenvolvidas em parcerias com FIOCRUZ-BIOMANGUINHOS e Instituto Adolfo Lutz.

VACINAS VIRAIS

Hepatite B

A planta de produ√ß√£o da vacina recombinante contra Hepatite B foi desenvolvida com capacidade de produzir 50 milh√Ķes de doses por ano. A produ√ß√£o desta quantidade de vacina permitiu ao governo elaborar um programa de vacina√ß√£o para rec√©m-nascidos, jovens e profissionais de risco.

O Instituto Butantan vem estudando a possibilidade de uma nova combinação de vacinas: o BCG e Hepatite B recombinante, para ser administrada na primeira etapa de vida. Isto promoverá uma diminuição da dose de vacina de hepatite B, pois o BCG é um adjuvante natural. Esta combinação também poderá ser estendida a outras faixas etárias, diminuindo as doses a serem aplicadas (hoje são 3 doses de vacinas para uma boa imunidade) e também a pacientes submetidos a tratamento de diálise, que regularmente não respondem a vacina contra Hepatite B.

Raiva

O Butantan descontinuou a vacina contra raiva em camundongos lactentes (Fuenzalida) e está começando a produzir uma vacina em células Vero, livre de soro fetal bovino. Isto deverá reduzir o risco de transmissão de zoonoses e prions.

Gripe

Em acordo firmado entre o Instituto Butantan e AVENTIS Pasteur, estamos envasando a vacina contra gripe, para distribuição nacional. Durante este período o Instituto estará construindo uma planta para a produção desta vacina no país.

Esta vacina √© utilizada pelo Minist√©rio da Sa√ļde em campanhas de vacina√ß√£o para pessoas com mais de 60 anos de idade. E a partir de 2005 o Instituto dever√° produzir quantitativos que atendam toda a demanda nacional.

Enquanto é montada a planta para produção desta vacina, o Instituto Butantan vem desenvolvendo tecnologia e métodos de produção em célula VERO.

NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro das novidades do nosso site!

 

Digite seu email:

Instituto Butantan
Secretaria de Sa√ļde do Estado de S√£o Paulo
  • Av. Vital Brasil, 1500, Butant√£
    S√£o Paulo ‚Äď SP 05503-900
    (+ 55 11) 2627-9300